top of page

TAEs da UFPA, UFRA e Unifesspa participaram do Dia Nacional de Paralisação

O protesto visa pressionar o governo federal a garantir na Lei Orçamentária Anual (LOA) verbas para reposição das perdas salariais de 2010 a 2023, equiparação dos auxílios aos recebidos pelos servidores do judiciário, além de aprimoramento da carreira dos (as) Taes. Na UFPA houve panfletagem, partilha do café da manhã e diálogo com estudantes e docentes, bem como manifestação de solidariedade à paralisação contra as privatizações do governo Tarcísio em São Paulo.


🗞️ Panfletagem

Em diálogo com estudantes, docentes e TAEs, foi feita a distribuição de uma carta aberta à comunidade da UFPA, na qual expusemos que a atual política econômica do governo Lula segue a lógica neoliberal de retirar verbas das áreas sociais para garantir o pagamento de juros da dívida pública. Política essa que não está prevendo orçamento para reajuste salarial, para as carreiras e também para financiar as universidades como deveria.


👀 Leia aqui a nota entregue à comunidade.


📈 Debate

No auditório A do ICED, as (os) TAEs debateram sobre o aprimoramento da carreira.

Foram apresentadas as propostas do Sinasefe e da Fasubra e feito um bom debate sobre o que devemos fazer para conquistarmos a melhoria na nossa carreira.

Há consenso que será necessário muita luta de forma independente do governo para conquistarmos a carreira e a remuneração que merecemos, além das 30h para todos e todas e o fim das terceirizações.


📢 Solidariedade aos metroviários de São Paulo

Numa luta contra o governo de extrema direita de Tarcísio, em São Paulo, os trabalhadores do Metro, CPTM, Sabesp, Fundação Casa, Unicamp, Usp, Educação estadual e municipal realizam uma vitoriosa paralisação para combater a agenda de privatização das empresas públicas paulistas e terceirizações.

O Sindtifes-PA é solidário à luta dos companheiros e das companheiras. Estudos mostram que as linhas de metrô privatizadas de São Paulo possuem um custo mais alto, sem a mesma eficiência do Metrô estatal.

Com a privatização, o governo bolsonarista pretende apenas abrir mão do patrimônio do povo de São Paulo e entregá-lo à iniciativa privada, além de silenciar uma das categorias mais combativas da América Latina, que há décadas vem enfrentando os desmandos de gestões de direita locais.

Somos contra todas as privatizações em São Paulo, Minas Gerais, no Pará e em todo o país. Nos mobilizamos contra a privatização da Cosanpa que quer fazer o governo Helder!


Sindtifes-PA

Gestão Unidade pra Lutar

25 visualizações0 comentário
bottom of page