top of page

Sindtifes-PA entrará na justiça para anular aprovação ilegal do ponto eletrônico na UFRA



Técnicas (os) administrativas (os) da UFRA aprovaram por unanimidade, em assembleia na manhã de quarta (19/04), ação ordinária onde o mérito é anular as reuniões do Conselho de Administração - CONSAD da UFRA, que estão ocorrendo sem a devida participação das (os) técnicas (os) administrativas (os), com pedido cumulativo de regularização desta situação conforme lista de representantes escolhidos/as pelo Sindtifes-PA, como determinam o Regimento Interno e o Estatuto da UFRA. A medida foi proposta pela assessoria jurídica do Sindtifes-PA, após avaliar a situação envolvendo a aprovação ilegítima do ponto eletrônico, entre outras pautas de interesse da categoria, em reunião do CONSAD realizada no dia 03/04. A ação também terá pedido de liminar para cancelar as decisões da referida reunião.

Além disso, também foi informado que TAEs, estudantes e docentes estão realizando reuniões para articular mobilizações com objetivo de enfrentar a reitora interventora da UFRA, Herdjania Veras, pois desde que foi imposta por Bolsonaro vem realizando uma gestão marcada por uma série de ações antidemocráticas e por casos de assédio moral, que vem impactando toda comunidade acadêmica desta universidade. Entre os possíveis retrocessos que se avizinham, está o risco de que as eleições para diretores dos institutos sejam realizadas com lista tríplice, para que Herdjania possa escolher até mesmo o terceiro nome mais votado, quebrando uma sequência de mais de 30 anos de eleições democráticas nesta instituição. Além disso, o processo de ensino-aprendizagem já está seriamente prejudicado, devido péssimas condições dos campi, com espaços de salas de aula e laboratórios sucateados e falta de insumos básicos como água potável.

5 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page