top of page

Resolução política da Assembleia Geral do Sindtifes-PA de 9/3/2023



O Sindtifes-PA realizou na manhã de quinta (09/03) Assembleia Geral, de forma híbrida (no Hall da Reitoria da UFPA e via Google Meet). As pautas debatidas foram 1- Campanha Salarial; 2 - Mensalista da Sede Campestre; 3 - Minuta SPGD - Teletrabalho: Proposta da Fasubra.

As resoluções aprovadas foram:




1- Campanha Salarial

Considerando que o governo desmarcou por duas vezes a reunião da mesa nacional de negociação permanente;

Considerando que o país tem dinheiro para garantir as nossas pautas, haja visto que o orçamento previsto este ano para os bancos via juros e amortizações da dívida pública é de R$ 2,555 trilhões;

A assembleia do Sindtifes-PA decide:

Defender diante do governo que vá além do orçamento de Bolsonaro de 11,2 bi e que o reajuste dos auxílios seja garantido pelas verbas de custeio;

Defender na plenária da Fasubra que a federação proponha ao Fonasefe um dia nacional de protestos e paralisações e uma campanha salarial efetiva para dialogar com a classe trabalhadora e o povo sobre a importância de valorização dos serviços públicos (com adesivos, cartazes, faixas e materiais de divulgação para as redes, outdoors e midia em geral), como forma de pressionar o governo por uma proposta melhor.

2 - Mensalista da sede campestre.

Considerando que há uma demanda para a utilização da sede campestre do Sindtifes-PA por pessoas de fora da categoria e que isso pode garantir incremento financeiro para sustentação das despesas da própria sede campestre;

Considerando que com o incremento do Sou.Gov pelo governo Bolsonaro e a crise econômica nosso sindicato perdeu 60 mil de receita mensal nos últimos 4 anos;

A assembleia do Sindtifes-PA decide:

Implementar, por seis meses como fase de teste, o mensalista da sede campestre no valor de R$ 60 por pessoa, para trabalhadores da Ebserh, terceirizados e das Fundações;

Que os mensalistas da sede campestre não tem nenhum direito político, não podendo votar e nem ser votados nos espaços de deliberação do sindicato.

3 - Minuta SPGD TELETRABALHO

Considerando que houve pouco tempo para o debate da referida minuta na base e que o eixo da categoria nesses primeiros meses do ano tem sido o reajuste salarial;

Considerando que as IN 65/2020, o decreto 11072/2022 e toda a legislação bolsonarista sobre o tema do PGD e Teletrabalho tem caráter neoliberal, de redução do estado, de retirada de direitos dos servidores públicos federais, de aumento da exploração e intensidade do nosso trabalho e que visa desobrigar o Estado com os custos do trabalho, buscando avançar na uberização do serviço público.

A assembleia geral do Sindtifes-PA decide:

Defender na Plenária da Fasubra de 10 e 11 de março o adiamento da aprovação da minuta, a realização de um seminário nacional e locais sobre o tema para que possa garantir um amplo debate na categoria;

Defender na Plenária da Fasubra de 10 e 11 de março a exigência ao governo e a luta da federação pela revogação de todas as medidas de Bolsonaro e Guedes sobre o PGD e Teletrabalho;

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page