POR BLOQUEIO DE VERBAS, UFPA PODE INTERROMPER ATIVIDADES ATÉ O FINAL DO ANO

Pelo menos 17 universidades e institutos de ensino federais, incluindo a UFPA, podem interromper suas atividades até o final deste ano devido ao bloqueio de verbas realizado pelo governo de Jair Bolsonaro (PL).

Levantamento do jornal O Globo mostra que instituições como as universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), da Bahia (UFBA), do Pará (UFPA) e de Juiz de Fora (UFJF) possuem poucos recursos inclusive para o pagamento de contas básicas, como água e energia elétrica.

Apenas em 2022, as universidades federais perderam mais de R$ 400 milhões em recursos discricionários – que, ao contrário dos gastos obrigatórios, podem ser remanejados para outras áreas.

Entretanto, esses recursos são usados para manter o funcionamento das instituições por serem usados no pagamento de contas de água, luz, limpeza, segurança e manutenção predial, além de bolsas, auxílio estudantil, equipamentos e insumos.  No caso da UFPA, o orçamento desse ano já é R$ 10 milhões menor do que o de 2019, por exemplo, com o bloqueio o funcionamento da universidade é insustentável.

O Sindtifes vai seguir mobilizando a categoria na luta por reposição salarial, contra as ameaças golpistas de Bolsonaro, contra o corte de gastos e contra a fome e miséria do povo que só aumentam. A próxima data de luta é dia 11/08, Dia das e dos Estudantes. Todas e todos às ruas!

comments

Links importantes