Dia do Servidor Público tem ato em Belém contra a Reforma Administrativa

 

O Sindtifes participou na manhã desta quarta-feira (28) de ato público em frente ao Mercado de São Brás, em Belém. A ação reuniu vários sindicatos e centrais sindicais e ajudou a fortalecer a unidade das entidades sindicais municipais, estaduais e federais para seguir na luta contra a reforma administrativa e o governo de destruição e morte de Bolsonaro e Mourão.


Em todo país, ações do mesmo tipo foram realizadas, com destaque para Fortaleza (CE), João Pessoa (PB) e Aracaju (SE). O motivo principal? Rodrigo Maia, presidente da Câmara, tem corrido para montar a direção da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça da Casa), a fim de garantir a tramitação da PEC da Reforma Administrativa até o final de sua presidência na Câmara, em fevereiro de 2021.


“Ou seja, vemos aí a velha tática das cartas marcadas, que serão colocadas como relatores e responsáveis pela pauta sob as coordenadas dos banqueiros, dos empresários e do capital”, avalia CSP-Colutas, em texto.


Uma vez que a Reforma Administrativa passe na CCJ, o caminho para privatizar os serviços públicos estará livre para os super ricos que só visam o lucro, acima de qualquer necessidade coletiva do povo pobre que utiliza e precisa do acesso aos atendimentos essenciais.


 

A data também está foi marcada contra o Marco Temporal. Defendido por Bolsonaro, visa inviabilizar e rever demarcações, mesmo aquelas já concluídas ou em estágio avançado. Legitima, assim, as invasões, expulsões e a violência contra os povos indígenas antes da promulgação da Constituição Federal. Diante de tal ameaça, a CSP-Conlutas levantou a pauta em defesa das terras e de seus povos originários neste dia de luta do funcionalismo público.

 

comments

Links importantes