Sex, 23 de Agosto de 2019 07:18

O Sindtifes participou de uma reunião nesta quarta-feira, 21, na sede da Associação de Docentes da UFPA (Adufpa) para debater estratégias conjuntas para reagir ao Programa Future-se, do Ministério da Educação (MEC) que pretende entregar o ensino superior público do país à iniciativa privada por meio de formas de financiamento. O Diretório Central dos Estudantes (DCE) também participou da reunião.

O coordenador de comunicação do Sindtifes, William Mota, que participou da reunião na Adufpa, informa que foram definidos alguns encaminhamentos. “Será realizada uma assembleia unificada das três entidades (Sindtifes, Adufpa e DCE) no dia 3 de setembro, às 16h, no Mirante do Rio, na UFPA. Também será feita uma carta endereçada aos conselheiros do Consun (Conselho Universitário), que votarão a matéria no dia 5 de setembro”, anuncia.

De acordo com o site Uol, pelo menos cinco universidades já se manifestaram contra a adesão ao programa. São elas: UFAM (Universidade Federal do Amazonas), UFRR (Universidade Federal de Roraima), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e UNIFAP (Universidade Federal do Amapá).

Lançado pelo MEC em julho, o Future-se prevê a criação de um fundo privado para financiamento das federais e a inserção de OSs (Organizações Sociais) na gestão dessas instituições, atuando desde a administração financeira até o ensino. Foi anunciado que o programa será de adesão voluntária e dependerá da aprovação da Câmara dos Deputados.

comments