Qui, 27 de Setembro de 2018 17:18

O Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Pará (Sindtifes-Pa) realizou durante todo o mês de setembro, e segue também por outubro e novembro, a campanha. “Não seja só, seja sócio”, que tem por missão apresentar os benefícios de estar junto ao Sindtifes. De acordo com a direção geral do sindicato, o objetivo geral da campanha é fortalecer a luta dos servidores públicos federais e fomentar debates sobre a importância do aprimoramento da carreira e defesa de direitos. Além de exaltar as conquistas do passado.


Angela Azevedo, militante histórica do movimento sindical, informa que no passado existiam somente associações recreativas, focadas em atividades de esporte e de lazer, por trás das quais alguns indivíduos ousavam debater política, porém, correndo o sério risco de serem apanhados pelas autoridades da ditadura civil-militar vigente no Brasil desde o ano de 1964.


“Nos anos 80, durante a ditadura militar, é preciso que todos saibam que não era permitido ao trabalhador organizar-se em sindicatos”, afirma Angela. Após a campanha pela redemocratização do país, as associações recreativas começaram a ser transformadas em sindicatos. A Associação dos Servidores da Universidade Federal do Pará (Asufpa), por exemplo, passou a chamar-se Sindicato dos Trabalhadores da UFPA (Sintufpa), antes de tornar-se Sindtfes.


Assim iniciou-se a caminhada da entidade que representa hoje, também, os trabalhadores de instituições como a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). O que o Sindtifes quer agora ampliar o número de sindicalizados para fortalecer ainda mais a luta por mais direitos. “As pessoas precisam entender que um sindicato age coletivamente e não em prol dos indivíduos, mas de uma categoria”, defende Taís Ranieri, da coordenação geral.

 

E completa. “Um sindicato forte tem mais condições de dar voz para as insatisfações do trabalhadores”, completa. São bandeiras históricas do sindicatos a campanha pela carga horária de 30 horas, o combate à privatização dos hospitais universitários e a luta contra o assédio moral. Atenção, servidor, essas batalhas precisam de você. Não seja só, seja sócio!

comments