Qua, 05 de Setembro de 2018 16:12

Tendo em vista que o país segue em crise econômica e política, governado pela "gangue" de Michel Temer, MDB, PSDB e que há um aumento significativo do custo de vida;
Que a Emenda Constitucional 95, a famosa PEC do Teto dos Gastos, é criminosa e está destruindo os serviços públicos, como exemplo temos a destruição do Museu Nacional e o estrangulamento dos recursos para as universidades, escolas, hospitais e demais áreas sociais;
Que essa verba "economizada" com a PEC do teto só serve para repassar mais dinheiro ainda para os banqueiros via pagamento de juros e amortizações da dívida pública em detrimento do bem estar do povo trabalhador que paga altos impostos;
Que o país é dirigido por corruptos dos mais variados partidos, que seguem roubando das áreas sociais e governando em defesa dos interesses dos grandes empresários, banqueiros e empreiteiros e contra a população trabalhadora, essa assembleia resolve:
- Indicar à FASUBRA que organize em todo o país rodada de assembleias para debater como lutar para conseguir aumento salarial e todas as nossas outras pautas, debatendo, nesse contexto, a possibilidade e a necessidade da construção de uma greve geral do funcionalismo público federal;
- Que a FASUBRA defenda politicamente nos fóruns unitários dos servidores federais a possibilidade da greve geral dos federais;
- Que a FASUBRA procure o ANDES, o SINASEFE e as entidades estudantis para construir uma greve a educação pelas pautas comuns da campanha salarial.
Belém, 05/09/2018
comments