Ter, 29 de Maio de 2018 07:02

O Sindtifes Pará reuniu com o procurador regional do Trabalho, Loris Rocha,  na manhã da última sexta-feira, 25. O encontro tratou da questão das demissões das trabalhadoras e trabalhadores da Fundação Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) que atuam nos Hospitais Universitários (HU´s) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

 

O Sindtifes ressaltou que a atual administração dos HUs, exercida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) vem conduzindo um processo demissional caótico, o qual vem chamando de "demissão humanizada". Angela Angela, da Fasubra, considera que o processo não tem nada de "humanizado", e sim de desumano.

 

"É um verdadeiro absurdo o que essa empresa vem fazendo! Querem demitir até dezembro centenas de trabalhadores, utilizando recursos da contratualização para pagar as indenizações, sem contar que seguem fazendo novas contratações de forma ilegal", destacou Angela.


O procurador acolheu as irregularidades apontadas pelo sindicato e firmou o compromisso em estudar o caso para apresentar alternativas em um novo encontro. A próxima reunião ocorrerá ainda na primeira semana de junho.


A posição do sindicato

A luta do Sindtifes e da Fasubra é em defesa dos HUs e por um serviço público de qualidade! Infelizmente a gestão EBSERH não cumpre esse papel, basta verificar o volume de recursos gastos com pomposas gratificações, enquanto dezenas de leitos seguem fechados e não tem pessoal suficiente para garantir as escalas de plantão para um atendimento digno à população.


Confira as propostas:

- Mais investimento em saúde e educação! Reabertura dos leitos e garantia de pessoal em quantidade suficiente para atender a população!

- Que a EBSERH não "economize" recursos da contratualização para demitir pessoal e aprofundar o caos nos HUs! O governo quem criou essa situação de ilegalidade dos contratos de pessoal com a Fadesp! A EBSERH não pode utilizar as verbas de manutenção dos serviços hospitalares para demitir pessoal e prejudicar o funcionamento dos hospitais!

- Nomeações imediatas dos concursados da EBSERH e contratações via PSS garantindo força de trabalho suficiente para atendimento digno à população!

- Revogação da Lei 12.550/11 (EBSERH)! Por um Projeto de Lei que permita que os concursados da EBSERH sejam contratados pelo RJU, sendo enquadrados no PCCTAE (Lei 11.091/05)!

 

 

 

 

comments