Seg, 14 de Agosto de 2017 12:32

Há tempos o país não vivia um período tão destruidor para a classe trabalhadora. No entanto, apesar dos retrocessos, é preciso celebrar cada vitória do movimento sindical para que a luta siga em frente. Por isso, no último sábado, 12 de agosto, o Sindtifes realizou a “Feijoada da Vitória”, na Sede Campestre. A comemoração lembrou as conquistas da campanha salarial 2017 dos trabalhadores Fadesp da UFPA.

Miguel Guimarães, da coordenação jurídica do Sindtifes, acredita que as conquistas dos trabalhadores fundacionais são fruto de um trabalho longo e ainda em continuidade na UFPA. “Estamos tendo avanços com o passar dos anos no sentido de fortalecer o sindicato junto com os trabalhadores Fadesp. Apesar de a reitoria não concordar, insistimos no direito que temos de representá-los”, afirma.

De acordo com o coordenador, a campanha foi importante por estabelecer bases de reajuste que não têm sido alcançadas em outras instituições federais de educação. Os cortes de verbas para as universidades federais no governo golpista de Michel Temer, além de representarem um ataque à ciência e tecnologia brasileiras, dificulta ainda mais a vida do servidor público.

Mudanças

A negociação da campanha salarial realizada com a administração superior no dia 10 de julho obteve como resultado o estabelecimento do piso da categoria em R$ 1.188,00, o que representa um reajuste próximo de 10% para a menor faixa salarial e, para as demais faixas, foi acertado a reposição da inflação (reajuste de 4.08%).

Em relação aos benefícios, o reajuste também superou a inflação: o ticket alimentação passará de R$740,00 para R$ 820,00 mensais (10,8%) e o abono natalino de R$ 500,00 para R$ 580,00 (16%). O salário de julho, que será pago agora em agosto, já deverá ser em base ao valor reajustado.

comments