Seg, 17 de Julho de 2017 10:45

 

Mudar é necessário para avançar nas lutas do movimento sindical. É por isso que os técnicos-administrativos das universidades UFPA, Ufra, Ufopa e Unifesspa referendaram modificações no Estatuto do Sindtifes-PA.

A decisão foi o resultado de três Assembleias Gerais realizadas em Belém, Marabá e Santarém. Após debates e reflexões, os trabalhadores confirmaram os acréscimos aprovados na Plenária Final do I Congresso do Sindtifes (ConSindtifes), realizado de 28 de novembro a 2 de dezembro de 2016.

A assembleia da UFPA e da Ufra ocorreu de forma conjunta e unificada no hall do prédio da Reitoria da UFPA, no dia 6 de julho, às 11h. As alterações no Estatuto Social da entidade sindical foram a pauta única do espaço deliberativo. Entre os pontos de alteração propostos no Consindtifes (ver relação abaixo), a assembleia decidiu destacar o ponto 1, que trata da presença de docentes enquanto base de representação. Em votação, decidida por 23 votos à 14 e 5 abstenções, os trabalhadores mantiveram a proposta de reservar aos técnicos os postos representativos.

Em Marabá, na Assembleia Geral da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), o Estatuto foi referendado por unanimidade sem destaques. A Assembleia também aprovou a criação da Seção Sindical do SINDTIFES, como resultado da modificação estatutária, e debateu a importância das mudanças no edital como símbolo de um novo momento político do sindicato. “O SINDTIFES foi transformado de sindicato representativo apenas dos Técnicos Administrativos da UFPA para representar os TAEs das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) do Pará. As mudanças no Estatuto vêm para dar proteção jurídica e sindical a todos, também às pessoas concursadas em Hospitais Universitários (HU´s) e em Fundações Públicas”, afirmou Angela Azevedo, da coordenação geral.

Em Santarém, na Assembleia Geral da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), o novo Estatuto do sindicato foi referendado pelos filiados presentes sem alterações, ante a compreensão de que as mudanças representam um fortalecimento da entidade sindical e  um maior enraizamento na bases. Em relação à polêmica sobre direito de representação da categoria, foi ponderado que os já sindicalizados, mesmo não abrangidos pela base de representação, possam manter os direitos garantidos pelo estatuto anterior.

 

Confira as principais alterações:

1. Ampliação da base de representação do SINDTIFES-PA (TAEs, EBSERH e Fundações de Apoio)

2. Criação de Conselhos de Delegados Sindicais

3. Criação das diretorias de Combate às Opressões e de Interiorização

4. Criação das Seções Sindicais

5. Durabilidade de 03 (três) anos do mandato da diretoria

comments